Viver mais e melhor!

Publicado em: 20/07/2016

Casal de Idosos de Cerâmica

Viver mais e melhor é senso comum entre a maioria das pessoas e graças aos avanços tecnológicos em educação, saúde, bem-estar e saneamento, as pessoas estão vivendo na média (cidadão brasileiro) até 72,7 anos (Fonte: IBGE).

Claro que além destes fatores, mudar o estilo de vida contribui para essa longevidade, alimentação e exercícios físicos, bem como o convívio social e familiar são determinantes, sem contar a herança genética.

Mas existe outro fator de saúde que deve ser considerado, que é a “saúde financeira”, pois se vamos viver mais, precisaremos de mais recursos e isso é que vai definir a qualidade desta longevidade.

Aprender a poupar, fazer reserva financeira e investimentos são fatores fundamentais para esta tranquilidade futura, mas são ações diferentes, você sabia?

Poupar nos leva a imaginar a aplicação em “caderneta de poupança”, mas sua definição não é esta, “poupar” é economizar e guardar recursos desta economia, que você vai usar para fazer uma reserva financeira e investimentos.

“reserva financeira” é uma quantidade de recursos que deve estar livre para emergências, literalmente aquele dinheiro que antigamente ficava embaixo do colchão e servia para enfrentar imprevistos, como perda de emprego, doença ou algum acidente.

Quando falamos em “investimentos”, são aplicações (dinheiro ou títulos), com prazos de curto, médio ou longo prazos, que temos a expectativa de receber algum retorno futuro superior ao aplicado, contabilizando inclusive, a indisponibilidade de uso desse recurso durante o período da aplicação (liquidez, juros ou lucros).

São muitos os investimentos possíveis, e neste caso a referência de caderneta de poupança é válida, mas devemos considerar fundos de renda fixa, tesouro direto, imóveis, ouro, moedas (dólar, euro, etc), previdência privada entre tantos outros.

Pensando em viver mais e melhor, investir em previdência privada é uma ótima opção, além de ser uma forma de você guardar dinheiro, estamos falando de aplicarmos em um “projeto de vida”, como viajar, estudar, adquirir bens (casa, carro, barco, etc), também é uma complementação a sua aposentadoria, sem contar que detém vários benefícios fiscais e diferentemente de outras aplicações, em caso de falecimento do titular, o pagamento é feito diretamente aos beneficiários do plano, uma vantagem única em um momento em que a família mais necessita.

Uma vida longa combina com uma saúde (física e financeira) tranquila, por isso comece agora mesmo a poupar, reservar e investir seu dinheiro, hoje na internet você pode encontrar várias dicas financeiras ou então, converse com um consultor financeiro ou o gerente de seu banco, mas não deixe para amanhã o que precisa ser feito hoje.

Fonte: Consiglieri Brasil – www.consiglieri.com.br

Curta a nossa Fanpage
Newsletter

Assine a nossa Newsletter