Estilo de vida saudável afeta longevidade e qualidade de vida

Publicado em: 03/02/2021

Fonte: Globo Esporte, por Cris Perroni, nutricionista formada pela UFRJ, pós-graduada em obesidade e emagrecimento, com especialização em nutrição clínica e em nutrição esportiva

Foto: Globo Esporte/ Istock Getty Images

Estilo de vida é a forma como nós vivemos, nossa relação pessoal, de trabalho e com o mundo. Estilo de vida saudável está relacionado às partes física, mental, social e espiritual. Ter um estilo de vida saudável requer disciplina, prioridade e hábito, e afeta a longevidade, a qualidade de vida, a prevenção e o tratamento de doenças. Pontos a serem considerados:

Alimentação

  • A base da alimentação deve ser formada por frutas, verduras e legumes. Ingira pelo menos cinco porções diárias;
  • Quanto mais colorido é o prato, maior é a diversidade de alimentos, maior é o número de grupos de alimentos, maior é a chance de atender às recomendações nutricionais;
  • Prefira alimentos integrais. Ricos em fibras, preservam vitaminas e minerais, resultando em melhor funcionalidade no processo de absorção e digestão, prevenção de doenças, controle glicêmico e promoção de maior saciedade;
  • Acrescente sementes (gergelim, abóbora, girassol…);
  • Dê preferência a alimentos in natura. Cozinhe mais e desembale menos;
  • Evite ultraprocessados;
  • Hidrate-se: 35 a 40ml água/ kg de peso/ dia;
  • Mantenha um peso “saudável”;
  • Tenha prazer com a alimentação. A nossa alimentação conta nossa história, tem DNA. Relação com nossa cultura, fatores econômicos, religião e estilo de vida agrega e faz parte das relações. Comer é muito mais do que ingerir carboidratos, proteínas e gorduras.

Prática regular de exercício físico

  • Mexa-se, fique mais ativo;
  • Segundo a OMS recomenda-se a prática de 150 minutos semanais para manutenção da saúde (Lembra do #30tododia);
  • Para tratamento da obesidade, é recomendado 300 minutos semanais;
  • Escolha atividades que te dão prazer, que você se identifique.

Saúde e bem-estar

  • Mantenha relações interpessoais, momentos de lazer e do convívio social. Somos seres que compartilham a vida;
  • Não fume;
  • Modere a ingestão de bebida alcoólica. Negocie o consumo de álcool. Inúmeros estudos até apontam benefícios para saúde no consumo de vinho e cerveja por serem ricos em polifenois. Entretanto, a medida seria de duas doses diárias para homens e uma dose para mulheres. Álcool tem alto valor energético, leva a algumas alterações na saúde, como na funcionalidade hepática, e é agressor gástrico e intestinal;
  • Controle seu nível de ansiedade e estresse: meditação, yoga, terapia, leitura, música…
  • Busque o que te relaxa. Encontre a sua forma de minimizar o impacto da vida moderna, da pressa, das cobranças e prazos.
  • Procure ter um sono de qualidade. A má qualidade e horas reduzidas de sono influenciam na sua saúde física e mental, e podem contribuir para aparecimento e agravamento de doenças, alteração na memória e concentração.
Curta a nossa Fanpage
Newsletter

Assine a nossa Newsletter